Cuidado: Você está sendo julgado *

O post de hoje faz parte do projeto Cuidado - Você está sendo julgado! do grupo Blogueiras S/A. Ele tem o intuito de fazer com que as blogueiras contem sobre algum tipo de preconceito que já sofreram, ainda sofrem ou que presenciaram e dizendo como isto influenciou sua vida de forma positiva, já que "o preconceito só é ruim, quando acatado de forma errada, quando não paramos para refletir sobre a atitude alheia, e sobre nossa própria postura diante das ofensas." Eu nunca sofri preconceito por causa da cor da minha pele, mas todos nós sabemos que não existe apenas esse tipo de preconceito, então agora eu vou citar algumas situações que aconteceram comigo, nas quais eu também acho um tipo de preconceito. Espero que vocês possam se identificar como sempre e tirar algum proveito disso. 


Eu já sofri preconceito por ser tímida demais, por andar com pessoas “estranhas”, por ter cabelo vermelho/piercing e furos a mais na orelha, por ser cristã (e frequentar uma igreja com a doutrina muito rígida, a Congregação Cristã no Brasil), por não gostar de cozinhar, por gostar de rock/metal, por ter namorado demais (foram 5, contando com o meu atual) e o mais recente, preconceito por querer vender cosméticos ao invés de arrumar um emprego fixo. As pessoas por várias vezes me julgaram como antipática, olharam torto, deixaram de conversar comigo e já recebi apelidos de bruxa, rebelde, sapatona, vendedora de batonzinho e escutei coisas como Deus não se agrada disso, até da minha própria família. Fato que me obrigava a ficar o máximo de tempo possível longe de casa ou colocar meus fones de ouvido e ignorar, porque não é fácil quando a gente convive diariamente com pessoas assim.

Por este motivo, eu sempre gostei de fazer amizade com pessoas tímidas (bem mais do que eu) e gente que não se importa com o que os outros vão pensar. Tenho amigos góticos, já tive amigos satanistas, tenho amigos homossexuais e até amigos que fumam maconha ou curtem reggae e cabelo rastafari. Eu acho sinceramente que cada um sabe o que faz da vida e não é porque a pessoa curte coisas diferentes que isso dá o direito dos outros desprezarem ou julgarem a mesma. E alguns já me julgaram por andar com pessoas assim, então imagina o que falavam dos meus amigos né? Mas pena mesmo, eu sinto dos que julgaram porque olha.. ô povo infeliz. Mas sabe uma coisa que aprendi? A não ligar para o julgamento tanto dos outros como por parte de alguns irmãos da igreja. Eu vou nesta igreja porque gosto e me sinto bem e não por causa de homem nenhum e é isso que realmente importa. 

Em relação a minha profissão, muitos não veem que eu tentei arrumar um emprego na minha área várias vezes e só arrumei emprego ruim com um chefe pior do que o outro. Foi um ou dois que gostei e nem eram empregos, eram estágios e sim, nos estágios eu tive chefes maravilhosos, pena que duraram pouco. Eu definitivamente não tenho a menor paciência com chefe ignorante que fica gritando todo dia ou que fica te humilhando só porque você é funcionário dele. Mil vezes ser autônoma do que ficar aguentando desaforo, além dos que eu já tenho que suportar em casa. Também já sofri preconceito por ter trabalhado como estagiária quando escutei de um entrevistador "Estagiária é? Vocês não gostam de trabalhar que eu saiba..". Então sim, eu estou tentando virar maquiadora profissional, sou vendedora de cosmético e tenho um brechó na minha casa.. não gostou? Me arruma um emprego melhor então, pronto! Simples assim.

O que eu penso de pessoas preconceituosas? Que elas são umas coitadas que não sabem o que é amar o seu próximo. E isso serve para os cristãos também, porque na igreja mesmo prega que temos que amar à todos, independente da sua cor, religião ou dos seus gostos. O que não aceitamos é o pecado e devemos sim, acolher as pessoas. Infelizmente, existem muitos que não entendem isso e fazem suas próprias regras dizendo que foi Deus quem disse ou distorcendo a própria palavra. Por isso devemos ignorar mesmo o que essas pessoas dizem, porque elas sim são dignas de pena. Me desculpem pelo post enorme, eu queria ter contado sobre os preconceitos que já presenciei e me chocaram mas se fizesse isso iria dar dois posts enormes, então fica pra uma próxima. Mas e vocês? Sofrem ou já sofreram algum tipo de preconceito? Comentem!

Grande beijo e um ótimo final de semana ;*

4 comentários:

  1. Adorei sua postagem e ontem no meu blog, postei sobre preconceito também mesmo sem saber do projeto rsrsrs
    É péssimo esses julgamentos que as pessoas fazem da vida de outras, quando, naturalmente, cada um faz da sua o que quiser.
    Adorei o seu blog, ganhou mais uma inscrita
    beijos
    http://vitrinedabiah.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ai que legal Biah, super coincidência hein.. fico feliz que tenha gostado, eu também adorei fazer esse post, tava precisando desabafar sobre algumas coisas e já aproveitei o embalo rsrs.

      Beijo!

      Excluir
  2. Você abordou algo interessante,porque já questionei minha prima que é Cristã sobre os pré-julgamentos dela.Porque não adianta escrever um lindo texto seguido de um trecho da bíblia, e depois julgar o próprio irmão que é alternativo e tatuado (muito tatuado).Muitas vezes já fui questionada por fazer amizades sem julgar o outro,ou seja,sem ligar para as manchas na reputação que a pessoa tem.Se isso não me faz mal,não me machuca e a amizade da pessoa me faz bem,porque vou ligar para falatório?Se a pessoa me magoar e me decepcionar de forma extrema,aí posso repensar sobre a amizade,no mais...não tenho o direito.Como você disse,devemos amar ao próximo sem olhar por onde...como eu vivo dizendo:Se Deus julgasse os outros,não nasceríamos nus,cada um ia nascer com a roupa que Deus julgasse ser melhor para elas!

    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Com certeza Marcela, muitos cristãos infelizmente vão por este caminho do pré-julgamento, o que faz com que as pessoas generalizem, achando que todos somos iguais. Tem muita coisa que se ouve na igreja, interpreta da maneira que quer e sai por aí dizendo que foi Deus quem disse, Deus que mandou e etc. Muitos crentes não sabem se expressar direito ou vão na igreja só pra esquentar o banco e ficam dizendo baboseiras por aí.. provocando a ira das pessoas. Mas Deus mesmo diz que ai daquele que ficar se exibindo, se achando mais crente e melhor do que os outros.. pois ele prefere mil vezes um pecador que se arrepende do que uma pessoa soberba que vive na igreja. E é por isso que eu sou assim, procuro tratar todo mundo bem, independente de qualquer coisa.

      "E disse também esta parábola a uns que confiavam em si mesmos, crendo que eram justos, e desprezavam os outros: Dois homens subiram ao templo, para orar; um, fariseu, e o outro, publicano.

      O fariseu, estando em pé, orava consigo desta maneira: Ó Deus, graças te dou porque não sou como os demais homens, roubadores, injustos e adúlteros; nem ainda como este publicano. Jejuo duas vezes na semana, e dou os dízimos de tudo quanto possuo.

      O publicano, porém, estando em pé, de longe, nem ainda queria levantar os olhos ao céu, mas batia no peito, dizendo: Ó Deus, tem misericórdia de mim, pecador!

      Digo-vos que este desceu justificado para sua casa, e não aquele; porque qualquer que a si mesmo se exalta será humilhado, e qualquer que a si mesmo se humilha será exaltado."

      Lucas 18:9-14

      E por este motivo, concordo com tudo o que você disse. Obrigada por comentar! Beijos

      Excluir

Os comentários neste blog são moderados. Não serão aceitos comentários ofensivos, preconceituosos ou que induzem à violência.

© Mutações Faíscantes da Porto | Layout por A Design