A Captura do Cérbero por Agatha Christie *


      Esse livro é um dos contos que foram descobertos de Agatha Christie depois da sua morte. 
        O livro não é explicativo no sentido de dar coerência a qualquer leitor; ou seja, você só começa a entender algumas linhas da escrita da Agatha se já conhecia os outros contos da autora. O conto tem 35 páginas. Li em uma hora e meia e ainda assim com longas pausas pra respirar, por que sentia que meu cérebro ia explodir tentando entender a corrida que a Agatha fazia pra explicar o mistério da história. Não é A história, entende? É simples, mas ao mesmo tempo é genial e isso em si já surpreendente pra uma senhora de 85 anos. 
“Em “A captura de Cérbero”, Poirot, (o investigador) mais uma vez, procura uma pessoa desaparecida e, nesse aspecto, seu décimo segundo Trabalho lembra missões parecidas em “A Hidra de Lerna” e “O Cinto de Hipólita”. Mas cessam aí as semelhanças, pois esse último trabalho possui uma faceta imparável a pessoa que ele busca está morta.”.
Reprodução da Internet
O título do livro é em referência a mitologia grega: os 12 trabalhos de Hércules. Cérbero na mitologia era um cão do inferno com três cabeças e uma serpente ao seu redor. E pelo o que eu entendi, a Agatha fez outros 11 contos em referência a essa história.

     Ao todo o livro contém 95 páginas. 35 para o conto inédito e as outras 60 são explicações sobre os diários secretos que foram descobertos, e como e porquê se tem certeza de que são mesmo de Agatha Christie. Em si, essa preocupação em informar o leitor das últimas novidades da vida da autora são muito boas, porém, perto da página 70 as inúmeras citações de quantos diários Agatha tinha para escrever suas histórias, ou quantas páginas tinham dedicadas aos rabiscos dela para projetar as outras histórias, pode-se tornar cansativa. Pode ser por isso que eu levei mais do que uma semana para terminar esse primeiro livro. O conto é delicioso de se ler, mas cabe a cada leitor decidir se vale a pena por si mesmo comprar a edição por amor, ou se por curiosidade quer tentar encontrar um PDF pela internet.

Gostou da resenha? Aliás, já leu ou conhecia a autora Agatha Christie? Eu já fiz uma resenha do livro "Os cinco Porquinhos" dela no Dizem por Aí, vou deixar o link aqui caso queira ler.

 Visite o Dizem por Aí! :) E deixe seu comentário! <3 

Obrigada por tudo!

*Observação: As imagens deste post são de autoria própria, os devidos créditos.

6 comentários:

  1. Acho que nunca li um Agatha Christie antes... #vergonha.
    Bj e fk c Deus.
    Nana
    procurandoamigosvirtuais.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Nana! :3
      Essa é minha segunda leitura da autora, sou nova na literatura dela (também). Mas leia Agatha Christie que irá adorar!
      Beijinhos! <3

      Excluir
  2. Eu sempre ouço falar da autora, mas nunca li uma obra dela, infelizmente. Preciso dar uma lida antes de tentar ler esse rsrs
    Bela resenha.
    Academia Literária DF

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Parece que todo mundo tem esse receio, Luciano. Mas acredite, ela é incrível!
      Obrigada pelo elogio! <3

      Excluir
  3. Eu sou super fã da Agatha, confesso que já tive a oportunidade comprar esse livro e Vacilei, porque sabia que não era um romance dela, e pensei que fosse outro autor escrevendo sobre ela. Agora me arrependo, estava tão baratinho :'(
    Adorei a resenha e fiquei muitíssimo curiosa pra ler esse conto, que deve ter sido algo escrito numa hora de tédio, já que ela não publicou. A considero minha autora favorita.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Kris! Mentira que você perdeu de ler esse livro ): Então... O livro não exatamente escrito em uma hora de tédio, sabe? O autor que descobriu esses diários deixou a entender que houve alguns problemas em publicá-los, ou que mesmo a Agatha nunca entregou essas histórias pro editor publicar, então ninguém sabia da existência. Estranho né?
      Mas a Agatha é realmente incrível mesmo! Você vai amar!


      Obrigada pelo carinho! <3

      Excluir

Os comentários neste blog são moderados. Não serão aceitos comentários ofensivos, preconceituosos ou que induzem à violência.

© Mutações Faíscantes da Porto | Layout por A Design