Meghan Trainor e aceitação do corpo: erros e acertos*


Durante essas eleições vimos uma sucessão de xingamentos em relação aos dois candidatos. Quando falavam da Dilma, muitas vezes usavam um elemento para falar mal dela: o peso. Além de não ter nada a ver com o que ela fazia ou deixava de fazer na Presidência, ainda mostrava a sociedade fútil e misógina que a gente vive, em que a aparência é tudo. 

Na música a gente vê muito isso, principalmente na música pop. As cantoras tem que ter um corpão, sem barriga, passar horas na academia para poder posar para os fotógrafos e colocar roupas coladas nas suas apresentações. Algumas cantoras já saíram desse padrão como, por exemplo, Adele e Mary Lambert, mas acho que nenhuma música falou tanto sobre o assunto como "All about that bass", da Meghan Trainor. 

A música está há semanas no topo das paradas da Billboard e, desde que foi lançada, tem sido um tipo de hino contra o padrão de beleza. Assim que ouvi, achei a música sensacional, cantava junto, mas a música tem um discurso problemático também que dá para perceber na letra. Por isso resolvi fazer um post sobre erros e acertos da mensagem que "All About That Bass" passa. Mas antes vejam o clipe e vejam se vocês concordam comigo ou não.


# Erros
"Yeah, my momma she told me don't worry about your size
She says, boys they like a little more booty to hold at night"

(Minha mãe falou para eu não me preocupar com meu peso
Ela disse: Garotos gostam de ter algo para apertar a noite)

Meninas são ensinadas desde pequena que tem que estar no padrão para agradar os meninos. E, se você vai cantar contra o padrão, não faça isso exaltando que é do seu corpo que os homens gostam. Esqueçam isso, se você quer fazer uma menina aceitar seu próprio corpo ela tem que ser por ela e não porque os homens gostam disso ou daquilo. Pensamentos como esse não ajudam, só atrapalham. 

"Cause I got that boom boom that all the boys chase
All the right junk in all the right places"

(Porque eu tenho aquele "boom boom" que os garotos correm atrás
Todas as gostosuras em todos os lugares certos)

Basicamente, o mesmo problema do trecho anterior. Mas chega a ser pior porque quando ela fala em "all the right junk in all the right places" ela praticamente diz que só é aceitável ser gorda se você tiver a gordura bem distribuída. Ou seja, ela exclui boa parte dos corpos fora do padrão e gordos por aí. 

Tem algumas outras críticas também como o fato das dançarinas não serem gordas e, segundo algumas mulheres falam, nem a própria Meghan. Além disso, tem o fato delas passarem a maior parte do clipe com roupas que escondem o corpo delas. Bate aquela dúvida: se é para dizer que tudo bem o meu corpo ser desse jeito porque vocês tem que cobrir ele?

# Acertos
Só o fato da música ser dedicada para meninas que estão acima do peso considerado ideal já é um grande acerto. Quando a gente ouve músicas dizendo que tudo bem não ser como aparece na revista? Isso também faz com que a gente comece a discutir o assunto. Precisamos de mais mulheres como Meghan, Adele, Mary Lambert na música, no cinema, no teatro. A gente quer olhar e se ver representada. 

"Every inch of you is perfect from the bottom to the top"
(Cada pedaço seu é perfeito, desde de baixo até em cima)

Nada mais body positive do que dizer para uma menina que ela é perfeita da cabeça aos pés. E é isso que tinha quer ser dito mesmo, ao invés de dizer que elas precisam emagrecer, que precisam ficar sequinhas ou todas malhadas. 

Esse post foi um pouco mais sério do que eu costumo fazer mas não é sempre que consigo juntar cultura pop com assunto que me afetam e esse é um deles. Espero que vocês gostem e venham me dizer a opinião de vocês sobre a música e a cantora. 

6 comentários:

  1. Quando comentei no meu blog sobre essa música, não me ative a esses detalhes negativos da letra, concordo muito com o que foi dito aqui. Essa de apesar de não estar no padrões, mas ter o que agrada aos garotos, não cola mesmo. Por que uma menina tem que está sempre no físico que os meninos gostam? antes de tudo (clichê ou não) a pessoa tem que estar satisfeita e feliz consigo mesma. No mais, achei a voz da Meghan diferente das vozes da grande quantidade de cantoras POP que têm por aí. :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Também não prestei atenção nessas coisas na primeira vez que eu ouvi não. Foram umas amigas que me mostraram isso e fez muito sentido. Mas como eu disse não tiro o mérito da música não, é boa e a mensagem geral é bem positiva! :)
      Obrigada pelo comentário! :)

      Excluir
  2. realmente, a música é bem legalzinha, mesmo não fazendo muito meu tipo de música mas traz uma mensagem importante... Nunca tinha ouvido falar dessa cantora, acredita??? xD
    Tirando esses pontos negativos da letra, acho que a crítica é válida...
    bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Mas ela é nova na música mesmo, acho que esse é um dos primeiros singles dela! :)
      Sim, com certeza a crítica é válida. E a intenção foi boa, só errou um pouco na execução!
      Obrigada pela visita :)

      Excluir
  3. Enquanto a sociedade definir um padrão de beleza muitas meninas vão se sentir mal por não estarem lá. E quem está neste padrão fica colocando para baixo quem não está. Falar de beleza e corpo é um assunto delicado. Quando você falou sobre os meninos... Meu namorado diz adorar meu corpo, mas eu não estou satisfeita, então, na teoria eu deveria estar bem por isso. Mas não funciona assim comigo, as vezes quero usar uma determinada roupa que não uso por conta das gordurinhas extras. Meu pai fala todo santo dia como estou gorda, isso deprime qualquer um, eu até que estou acostumada, mas e quem não está? Enfiiim, a Beyonce também fez uma música falando sobre a beleza, como dói. Mas ela é "diva"né haha
    Se quiser ouvir é a pretty hurts, gosto da letra.
    Um beijo

    www.prettythings.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Padrão de beleza é a coisa mais ridícula que existe, é tentar encaixar todas as mulheres (porque homens não são cobrados do jeito que nós somos) em um único molde. Isso é cruel e é desnecessário porque são exatamente as nossas diferenças que nos tornam especiais.
      Já ouvi "Pretty Hurts" é muito boa! :) A Beyonce é incrivel mesmo o/
      Obrigada pela visita! :)

      Excluir

Os comentários neste blog são moderados. Não serão aceitos comentários ofensivos, preconceituosos ou que induzem à violência.

© Mutações Faíscantes da Porto | Layout por A Design