Pelo direito de gostar do que eu quiser *

Tem gente que dá tanto palpite nos nossos gostos pessoais que chega a ficar insuportável! Geralmente, essas pessoas tem a mente muito fechada ou são apenas chatas mesmo e gostam de se intrometer na onde não foram chamadas. E o que mais existe aqui no interior é gente assim, até que chega um ponto que nós acabamos nos acostumando com certos tipos de comentários e quem for mais maduro, acaba nem se importando mais. O problema que eu já conheci gente que chegou a humilhar outras pessoas publicamente por causa dessas diferenças e nem preciso dizer que achei um absurdo né? Por isso agora venho pedir: quer respeito? Então respeite primeiro!


É muito comum não gostar de certas bandas, programas televisivos, comidas ou animais.. mas isso não quer dizer que você precisa odiar as pessoas que gostam ou maltratar algum bicho por causa disso. A coisa mais ridícula é generalizar algo, dizendo, por exemplo, que todo rapper é bandido ou que toda menina deve gostar de boneca. Já passou da hora de aprendermos que os seres humanos são indivíduos únicos e que cada um tem o direito de gostar e apreciar aquilo que quiser e não o que uma sociedade machista e preconceituosa impõe.

O maior exemplo disso é na moda. Outro dia mesmo eu vi uma publicação de uma amiga blogueira dizendo que ela estava fazendo um vídeo para uma promoção e por causa disso ela estava usando um chapéu enorme enquanto gravava, porque isto fazia parte do tema do vídeo. O fato é que enquanto ela filmava, as pessoas que passavam na rua e viam (mesmo sabendo que era um vídeo) estranhavam e franziam a testa para o seu chapéu, ou seja, então quer dizer que moda é apenas aquilo que está na vitrine? E se ela quisesse andar de chapéu por aí mesmo? Qual seria o problema?


O fato é que em algumas cidades, o povo ainda está muito atrasado com relação a isso. Nas cidades grandes (São Paulo, Nova York, etc), ninguém liga ou se importa muito com o que seu vizinho veste, escuta ou que tipo de carro ele dirige. Já aqui é terrível e as pessoas nem disfarçam! E se a pessoa tiver intimidade com você, ainda é capaz de te criticar sem dó, achando que entendem alguma coisa sobre o assunto.

Antigamente que eu saiba era o fim da picada você ir numa festa e encontrar sua amiga vestindo a mesma roupa que você. Hoje em dia você vê umas 20 meninas na mesma festa usando blusinhas com estampas super parecidas, como foi o caso da modinha das blusas com frutas ou essas mais recentes com tule. Com os makes e cortes de cabelo é a mesma coisa, um monte de menina usando a mesma maquiagem extravagante só porque viu alguma artista usando. Eu sou da seguinte opinião: é mais brega ser igual aos outros do que ser o que você quiser ser.

Nada impede de você pegar algumas peças que gosta e misturar com outras mais atuais e ficar super na moda do mesmo jeito. Mas vestir o que quiser não é ser brega ou sair por aí toda destrambelhada.. mas sim conhecer o seu corpo, saber o que cai melhor e aprender a usar a moda a seu favor ao invés de vestir uma peça só porque "tá na moda". Eu mesma confesso que tenho uma categoria aqui no blog chamada "Elas usam", até perceber que jamais vou fazer um post sobre as roupas que as famosas usam e juro que quando mudar o layout de novo, com certeza mudarei o nome dessa categoria também, porque não faz sentido manter uma coisa que você mesmo não concorda ou não gosta.

Charlotte Gainsbourg - um exemplo de estilo e personalidade

E em relação a música, comidas, programas, jogos e até se você gosta de homem ou mulher: cada um sabe o que faz gente! Ninguém gosta de algo só por gostar, sem motivo.. as pessoas se apaixonam por coisas, objetos e pessoas porque elas fazem um bem enorme para elas, trazem algum tipo de sentimento à tona e não é seu dever obrigar elas a fazerem o que você acha certo. Eu me sinto bem mais calma assistindo Malhação, por exemplo.. vai entender. Faço exercício físico e danço para me divertir e não para apenas emagrecer, e daí? Da mesma forma que gosto de dar presentinhos à toa para meus amigos ou do mesmo jeito que eu acho que mulher não é obrigada a cozinhar. Essas são minhas opiniões e você não precisa concordar, mas não precisa me humilhar também dizendo como eu sou idiota por curtir essas coisas.

Chega de papo, acho que vocês entenderam na onde quero chegar não é mesmo? Esse mimimi de política e futebol que acontece no facebook por esses dias também sabe, já deu o que tinha que dar. Até parece que você criticando e brigando com seu coleguinha, vai fazer ele mudar de opinião e sabe porque? Porque a grande maioria das pessoas só enxergam aquilo que querem enxergar e principalmente, aquilo que vai lhes trazer algum benefício, sim, sinto em dizer mas essa é a verdade. Então vamos parar de tanta caretice e começar a respeitar e amar mais o seu próximo, independente de gostos, religião, programas ou qualquer outra coisa que ele faça, vista ou coma. Dê a sua opinião apenas se ele pedir e respeite seu colega ao mesmo tempo que o deixa pensar o que ele quiser sobre você. Garanto que tanto você como ele serão muito mais felizes assim.

Links para te inspirar com relação à moda aqui e aqui.

Grande beijo amores ;*

8 comentários:

  1. Eu sou da linha "não me importo com nada", eu até julgo as vestimentas/maquiagem/gosto musical das pessoas, sabe? Mas não chego e "ei ridícula o que é isso na tua cara?" pq acho desnecessário. Não me meto na vida de ninguém e espero que ninguém se meta na minha. Por que o julgamento faz parte, as pessoas pensam diferente tem gosto diferentes e estamos predisposto a julgar baseado no nosso estilo, isso é fato, mas as pessoas confundem muito "da opinião" ou "criticar" com imposição de gosto e regras
    Por isso detesto moda, detesto mesmo, não leio post sobre ou procuro saber das tendencias. Fico sabendo aleatoriamente, por que tem sempre alguém pra comentar haha mas a vida é assim mesmo, sempre vai ter esse tipo de gente
    Ótimo post
    Bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Mas aí que tá Fernanda, pensar é uma coisa.. agora, sair falando e ofendendo os outros é algo totalmente diferente. Pensar até eu penso. Eu também não olho muito não por justamente ter a mesma opinião que você. Obrigada flor e volte sempre! Bjs

      Excluir
  2. Carol, gente assim é tão o Ó, mas tão o Ó que eu aprendi a depois de duras penas manter distância.
    Se tem um direito que eu faço questão na minha vida hoje em dia é a minha individualidade, já bati muita boca, já fui muito xingada, e é por essas e outras que hoje em dia não deixo mais ninguém dá palpite na minha vida. E deixo isso bem claro desde o início e se insistirem, eu bloqueio e deleto.Não fico mais esquentando a cabeça.
    Adorei a ideia dessa postagem, concordo plenamente com suas palavras, beijos e continue assim ♥
    ♫ Conversas de Alcova ♫

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tá certinha Kris, tem que ser assim mesmo porque se a gente não fala esse povo monta na gente que depois pra tirar é quase impossível. Obrigada e pode deixar, vou continuar :) Beijos

      Excluir
  3. Costumo dizer que ninguém é igual à ninguém, sabendo disso porque as pessoas costumam achar estranho, feio e anormal o comportamento, gosto e visual de outra pessoa? Isso dá o direito de outra pessoa te achar estranho, feio e anormal também, afinal, nem você é igual à ninguém. <- é nesse tipo de coisa que as pessoas deveriam pensar antes de cometer qualquer preconceito. Acho que isso é uma das coisas que super me tira do sério, sabe? E o pior é que isso ainda tá encravado na cultura das pessoas (principalmente aqui no Brasil). É ridículo!
    As pessoas julgam sem nem conhecer, se acham no direito de dizer o que é certo ou errado na vida dos outros e poxa, esquece se consertar a própria vida.
    Entendo perfeitamente o seu ponto de vista e também acho que temos o direito de gostar do que quiser!
    PS: amo chapéus e tô pensando em comprar um grandão assim igual ao da Camila Coelho, vamos ver se alguém vai me achar estranha, rs
    Beijos, a mesma essência ♥

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Com certeza Camila.. mas achar estranho todo mundo acha, o que a gente pode tentar fazer é não ligar para os comentários e ser feliz com o que temos de melhor! Beijos

      Excluir
  4. Concordo com tudo que você escreveu, ninguém é igual a ninguém, vejo muitas pessoas que julgam outras pela aparência, brigas apenas por não gostar do outro ou aparência. No Brasil assim como no mundo, há uma grande falta de empatia, ninguém olha pelo outro,ou se coloca no lugar dele.
    De forma alguma julgo pessoas, apenas ao olhar para elas, por mais que sinto que aquela pessoa olha estranho para mim, as vezes até converso com ela, isso as vezes, muda a concepção da pessoa.
    Mas adorei a postagem, escreve muito bem.
    OBS: também tenho essa mania de presentear pessoas que gosto.

    http://crisedos-vinte.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é Raquel, tem gente que sinceramente é tão mesquinha que eu preferia que não existisse. As pessoas tem mania de generalizar tudo também, acham que porque uma pessoa faz determinada coisa, todas as outras vão fazer. Eu já não consigo ser assim como você, mas admiro a sua atitude. E obrigada, pessoas educadas como você sempre serão bem vindas no meu humilde blog. Beijos!

      Excluir

Os comentários neste blog são moderados. Não serão aceitos comentários ofensivos, preconceituosos ou que induzem à violência.

© Mutações Faíscantes da Porto | Layout por A Design