Sobre os professores que marcaram a minha vida *

Eles começam a fazer parte da nossa vida desde muito cedo. Alguns são bem humorados, outros mais rígidos.. mas todos (ou quase todos) possuem o mesmo objetivo: nos preparar para a vida profissional. Eu mesma sou filha de uma professora de Inglês e tenho uma tia que ensina Geografia para surdos e mudos, portanto, não poderia deixar que este dia passasse em branco, sem nenhuma homenagem. Então agora eu vou contar para vocês os tipos de mestres que mais me marcaram, como é ter uma mãe trabalhando como professora e por fim, o que eu aprendi com todos eles.


Professora "mãezona"
A professora que mais me marcou como "mãezona" foi na faculdade, a minha orientadora de TCC, Melissa. Eu e minha parceira de TCC tínhamos (e temos ainda, com toda certeza) um carinho tão grande por ela que eu acho que ela nem imagina! Cuidou e nos ajudou como filhas e se não fosse suas dicas, com certeza não teríamos tirado 10 naquele bendito TCC haha. Somos muito gratas a você Mel, pode acreditar!

Professores gatos
Na 5ª série, eu tive uma professora de matemática que parecia uma modelo.. linda, loira, alta e de olhos azuis haha. Também tive uma professora que eu nem lembro o nome, mas lembro que ela era tão doce e delicada, além de ter um olhão azul lindo também.. adorava o jeito que ela falava, sempre calma e bem paciente. No primeiro colegial, eu tive um professor chamado Felipe que meninaaaaa, era um gato! Além do que ele explicava super bem e era mega engraçado. 


No terceiro colegial, era o de biologia.. meu Deus que homem lindo! Tinha um outro de história, super bonitinho também haha. Na faculdade as mais gatas eram as professoras Karenine, Fernanda e Natali.. além de serem excelentes professoras. Eram os tipos de professores que a gente nem prestava atenção na aula direito e sim neles kkkkk.

Professores homossexuais
Já tive também um professor homossexual que sofria com os meninos da minha sala, já que eles sempre pegavam o celular dele para ver as mensagens do namorado. Tive professora que eu morria de medo de dar em cima de mim porque todo mundo falava de forma medíocre que ela era "sapatona" (e depois eu descobri que era mesmo..) e me lembro que entrei em choque no dia que ela chamou a minha atenção e colocou a mão na minha perna ao mesmo tempo kkkk. Acredito que tiveram outros, mas não que fossem assumidos (que eu saiba..) como esses que citei.

Professores engraçados
O professor de matemática do terceiro colegial com certeza foi o mais engraçado que eu tive. Ele fazia de tudo e mais um pouco pra gente aprender se divertindo, o que eu achava um máximo, apesar de nunca ter gostado de matemática. Nessa época eu também tinha uma professora de química que era hippie e a maior comédia dentro da sala de aula. Na faculdade eu tive uns professores bem humorados também, mas com certeza nenhum deles superou esse de matemática.

Professores rígidos
É claro que o que eu mais tive foi professor assim, porém três deles me marcaram mais, sendo todos da faculdade. Filardi, Ayne e Maria Amélia. O Filardi fazia o tipo rígido irônico, além de ser super inteligente e querido por praticamente todos. A Maria Amélia eu não sei quantas DP's peguei com ela, porque olha.. ow mulher difícil de agradar kkkk. 


Agora, o prêmio de melhor "carrasca" da faculdade com certeza absoluta vai pra dona Ayne. Extremamente rígida, muitos alunos tinham um frio na espinha tremendo só de pensar em ter aula com ela. Mas depois que eu terminei a facul, percebi que TUDO o que ela dizia era verdade, além de ter conhecido gente bem pior do que ela e pasmem.. acabei agradecendo por tudo que aprendi nas aulas dela haha.

Professores "alto astral"
Sempre tem aquela professora mega simpática, a mais alto astral de todas e que parece que nunca tá triste kk. Se você nunca teve uma assim, provavelmente vai ter na faculdade rs. Essa era a Ágatha e a Melissa.. professoras que chamavam a nossa atenção pelo bom humor e davam aquele tipo de aula que se a gente pudesse tinha todo dia de tão delicinha que era.

AGRESSÕES À PROFESSORES
Eu só presenciei uma agressão física com um professor de matemática no segundo colegial. O aluno deu um tapa na nuca do professor, do nada, enquanto ele corrigia algumas provas. Agora, eu nunca tive tanta raiva de aluno depois que a minha mãe começou a dar aula aqui em Araçatuba. Já trancaram ela dentro da sala, já tacaram uma lixeira na cara dela, rasgaram as provas que eu tinha digitado pra ela na madrugada anterior.. fora as agressões verbais. Hoje a minha mãe não atua na área e quer saber? Dou graças a Deus por isso, porque ser professor hoje no Brasil.. bem, nem preciso comentar não é mesmo? Mas ter uma mãe professora é estar disposto a ajudá-la a digitar provas, ter paciência quando ela te corrige justamente na matéria em que ela ensina e principalmente, tentar não espancar os alunos que maltratam ela.

Então galera, respeitem mais seus professores! Porque ele é uma das poucas pessoas que te aguentam e tentam te ensinar alguma coisa boa, fora seu pai e sua mãe. É claro que sempre existiram pessoas ruins, inclusive professores, mas se você acha que seu professor realmente exagera ou te humilha de alguma forma, converse com ele primeiro. Se não adiantar, aí sim você fala com a diretora da escola e afins.. só não vale a pena arrumar confusão a toa e sim, colocar-se no lugar dele e ver se você não agiria da mesma forma, certo?


APRENDIZADO
Com eles aprendi que é preciso ter amor com seu próximo, mesmo que ele não seja da sua família; você pode ter uma boa aparência mesmo trabalhando muito; não é porque você tem uma opção sexual diferente que você não será bom na sua profissão; existem diversas formas de aprender algo novo, basta ter força de vontade; não é porque uma pessoa vive de cara fechada que ela não pode ser legal; muitas vezes as pessoas são duras com você, mas não porque te odeiam.. e sim porque querem que você conquiste sempre o melhor; seu dia tá ruim? Sorria mesmo assim! As pessoas não tem culpa dos seus problemas, então não custa nada ser simpático!

Apesar de tudo, agradeço de coração à esses e a todos os outros professores que passaram pela minha vida e por tudo que eles me ensinaram. Sempre fui uma aluna quieta, mas que tinha uma maior dificuldade para aprender, coisa que minha atual professora de Inglês entende bem e me ajuda demais, apesar de não falar um tiquinho sequer de português kk. Hoje eu já não enxergo mais essas pessoas como simples professores, mas sim como verdadeiros amigos e que apesar da distância, sempre vão ter algo de bom para nos ensinar. Fica aqui registrado o meu muito obrigado a esses profissionais que com toda certeza, merecem todo o respeito e admiração do mundo!

Espero que tenham gostado deste post enorme haha e comentem aí galera, qual professor te marcou mais? Como é a sua relação com eles? 

Grande beijo ;*

8 comentários:

  1. O que me marcou mais foi um professor rígido, porém muito inteligente chamado Wilson, ele era professor de história e meu grande incentivador na escrita, ele realmente abriu a minha mente para um novo mundo de possibilidades! Acho uma profissão muito bonita, e as pessoas (e o governo) deveriam dar mais valor a eles! Beijos

    http://www.gotinhasdeesperanca.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Com certeza Michele, pena que o nosso Governo não faz isso atualmente.. e sabe-se lá quando fará rs Beijos

      Excluir
  2. Acho que de todos os professores que tive, não sei porque nunca dava muita sorte com os de Geografia, o pior era que eu odiava a matéria e acho que justamente por isso acabava me dando mal :/
    Mas sempre gostei de todos, fazia amizade mesmo com a maioria e trocava até livros com a minha professora de Português, ela me emprestava os dela e eu os meus a ela. Por isso sinto muita falta dos meus tempos de escola.
    Os professores merecem sempre muito respeito, pois eles é que constroem o nosso país.
    Beijos Carol
    http://www.conversasdealcova.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é Kris, não importa se a gente gosta da matéria ou não.. o professor não tem culpa. É claro que não apoio professores mal educados que desmotivam ou fazem algum tipo de abuso, mas se ele for só rígido ou ser uma pessoa do bem.. merece o devido respeito sim! O duro que hoje em dia nem os pais tem mais respeito, o que dirá seus filhos.. beijos

      Excluir
  3. que lindo seu post. Obrigada :D hehe
    eu tento ser uma boa professora, e sei que alguns alunos gostam de mim, e se pareço chata às vezes, não é pensando no mal, e sim no bem deles, espero que um dia eles enxerguem isso... heheh
    bjs, flor.^^

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ahh pode ter certeza Maria, um dia acho que todo mundo acaba amadurecendo e se tocando do quanto seus professores aguentaram eles kkkkk eu mesma sou muito grata à todos que tive mesmo que na época eu os achasse verdadeiros bruxos hahah faz parte :D beijos!

      Excluir
  4. Oi Carol! Eu smere tive um relação estritamente professor/aluno com meus professores, só uma vez que tive um atrito com um professor de química, isso foi no primeiro colegial, e ele acabou faltando o respeito em demasia com relação a mim, aos colegas envolvidos, e a diretora, o que resultou em sua demissão da escola. Fora esse incidente, sempre foi uma relação muito cortês, e sem muita intimidade além do que a aula pedia.... Adorei o seu post, e ver como seus professores foram marcantes, para mim a que mais marcou foi a da quarta série, porque ela era muito doce, e hoje ela é supervisora de alunos da escola da minha filha.
    Bjos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que tenso essa discussão Eykler, mas fico feliz que tudo tenha se resolvido e que linda a sua professora, com certeza ela merece todo sucesso do mundo! Bjs

      Excluir

Os comentários neste blog são moderados. Não serão aceitos comentários ofensivos, preconceituosos ou que induzem à violência.

© Mutações Faíscantes da Porto | Layout por A Design