Fora da Caixinha: Momentos *

Eu tenho meus momentos. Acho que todo mundo tem os seus. Tem momentos alegres, daqueles que você canta, fala sozinha, ri a toa, sonha com um amor eterno e deseja que as coisas melhorem, mas tenta ficar satisfeito com aquilo que já tem. Momentos que sinto saudades de tudo.. dos amigos que se foram, dos anos, do passado e até daquilo que não se viveu mas que gostaria de ter vivido. E por fim, bate aquela tristeza.. aquela vontade de voltar, a vontade de ter feito diferente, a vontade de ter se falado algo que não disse e talvez até a vontade de sumir.


Não julgo as pessoas que não gostam de ler textos tristes ou que não gostam de ver as tragédias que acontecem, desde o acidente de moto que acabou de acontecer na rua até o desastre que o repórter informa na TV. Até entendo que a realidade muitas vezes é difícil de se encarar. O fato é que eu ainda choro com uma propaganda bonita, choro ao ver outra pessoa chorando, não me conformo com certos absurdos e ao mesmo tempo me sinto insignificante. E adoro pessoas que me enxergam por baixo da carcaça, independente se elas me acham bonita ou não. Porque tudo isso? Porque eu sempre escrevi sobre sentimentos, mas nunca tinha escrito sobre os meus próprios e agora, vocês sabem.

Há uma confusão mental, um caos dentro de mim que vocês não fazem ideia. Nos piores momentos eu ainda grito, solto uma risada e depois choro até dizer chega. Se joga no chão, na parede, morga na cama ou se encolhe sentada no box do banheiro enquanto deixa a água lavar a alma. Odeio essas lembranças.. odeio odeio odeio com todas as minhas forças. Mas quem se importa.. é frescura não é? :) Que se dane. Sou assim e ponto. É meu amigo quem quer. Mas nem os amigos muitas vezes sabem disso. Porque como amiga, me desculpe a modéstia, mas sou incrível! Sou aquela amiga que nunca dá em cima de amigo que tem namorada (acredite ou não.. pois se não acredita, nada do que eu fale vai fazer você mudar de ideia), sou dessas que a amiga liga pra socorrer quando resolvem fazer loucura. Sou dessas que parece ser louca, mas que no fundo não consegue se desapegar de coisas tão inúteis que dá até raiva.


Tô cansada de gente falsa fingindo que se importa. Tô cansada de neguinho me olhando de cima em baixo achando que é alguma merda. Tô cansada de ficar me segurando pra não mete a mão na cara de algumas pessoas. Tô cansada de ser controlada. Chega. Cansei de nego me fazer perguntinha escrota da minha vida achando que tenho dinheiro pra jogar fora. Cansei de gente me dizendo que porque uso vestido eu sou obrigada a ser delicada no meu jeito de falar também. E por fim, só posso terminar esse post/desabafo dizendo.. nem tudo é o que parece.
Obs: Esse post estava nos rascunhos há algum tempo já. É um daqueles posts que a gente faz em um momento de inspiração, mas nunca tem coragem de publicar. Mas em Dezembro, o grupo Rotaroots - Blogueiros de Raiz propôs um tema chamado "Fora da Caixinha" que consistia em publicar algo que você justamente não estivesse acostumada a escrever ou que nunca tivesse postado. Passou o prazo e eu não postei na data, porém decidi publicá-lo mesmo assim e sinceramente espero que as pessoas não deixem de visitar meu blog depois disso kkkkkk. Amanhã voltarei com os posts "normais" do Mutações. 
Um beijo e até mais ;*

8 comentários:

  1. Que belo texto de desabafo! As pessoas se sentem assim mesmo, porém poucas admitem e jogam para o papel de maneira tão sincera e profunda. Às vezes eu escrevo uns desabafos também, quem sabe um dia eu publico um deles. Adorei o post! bjs
    www.janelasingular.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom que gostou Ana.. pode ter certeza de que escrevi de todo meu coração. Beijos

      Excluir
  2. mas é bom colocar pra fora aquilo que nos aflige, e blogs são uma boa pedida pra isso... quando o meu blog não tinha uma temática literária, eu postava textos meus, a fim de extravasar mesmo... e nunca os apaguei, estão lá, no fundo do baú... uso mto o fotolog pra isso tb, até hoje tenho conta ativa...
    Bem, espero que as coisas que te perturbam sejam minadas, ou ao menos não te deixem mal, que você tenha força pra superar os obstáculos =/
    Muita luz e amizades verdadeiras em sua vida, Carol.
    Um grande beijo.
    http://torporniilista.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ahh que bom que você não apagou.. eu cometi esse erro com alguns textos antigos meus.. e fotolog eu nem lembro como era o meu rs Olha, mal eu já fico bastante viu.. por nada não mas já tive depressão e é f**** muitas vezes pq eu do umas recaída infelizmente :\ Mas obrigada pelo apoio viu. Grande beijo pra você também Val ;*

      Excluir
  3. Carol que bom que publicou o texto.
    Concordo que a vida é feita de momentos e nem sempre estamos na melhor sincronia com o mundo. Também é preciso respeitar nosso espaço e o que sentimos.
    Abraços Mika,
    Pensamentos Viajantes

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim.. com certeza Mika.. eu mesmo quando to nesses dias nem posto direito no blog pq só sai m*****. Às vezes aproveito e faço poemas que saem meio tristes mas incrivelmente bonitos rs, sei lá, parece que a inspiração pra fazer versos é maior quanto to assim. Abraços flor :D

      Excluir
  4. Pra variar mais uma vez fico encantada com teus escritos.
    Tu devia juntar todos e publicar, são tão gostosos...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ai Kris que bom que você gosta.. nossa, fico muito feliz com isso.. de verdade :D É que muitos eu apaguei, mas diante do seu comentário, vou pensar duas vezes antes de fazer isso de novo *__* beijos

      Excluir

Os comentários neste blog são moderados. Não serão aceitos comentários ofensivos, preconceituosos ou que induzem à violência.

© Mutações Faíscantes da Porto | Layout por A Design