Manual de sobrevivência: Como lidar com a família do namorado(a) *

A primeira coisa que eu sempre tive em mente quando o assunto é família de namorado era: não os veja como inimigos. É claro que rola aquela expectativa de como vai ser, se vão te aceitar numa boa, se você vai se entrosar ou vai ser para sempre uma estranha dentro da casa do boy, mas não precisa se desesperar tanto. O pior medo que muitas meninas tem é em relação as sogras e os caras com os sogros, afinal de contas, você não os conhece, não sabe como eles vão encarar a situação e o pior, não sabem o que eles vão dizer para você. Aí de cara você já acaba falando algo que não deve e eles já fazem cara feia sem nem te conhecer direito.


Por isso que assuntos polêmicos demais devem ser evitados no primeiro encontro com eles, caso você realmente queira conquistar a confiança da família. O problema que sempre tem aquela sogra maaaaravilhosa de tão chata que insiste em conversar esse tipo de assunto com você só para você dar uma bola fora e ela ter motivo pra falar mal do namoro kkkk, aí você se atrapalha toda(o), acaba entrando em contradição com o que diz e pronto.. a sementinha do ódio eterno está plantada. Abaixo eu vou citar os 4 tipos de família que pode ser que você encontre e como lidar com cada uma delas, baseado nos meus 5 ex-namorados.


A família ausente: Nessa família é bem capaz de você não conhecer metade dos membros dela, já que todos vivem em lugares bem diferentes e quase nunca se reúnem. Como lidar: nas raras vezes que você ver sua sogra ou algum parente do parceiro, apenas seja educado e não entre em assuntos muito íntimos, já que você não sabe se pode realmente confiar naquela pessoa.

A família religiosa: É muito comum os membros dessa família se ofenderem se você falar mal, mesmo que sem querer, da fé deles. São 8 ou 80: pode ser que sejam amorosos demais ou ignorantes demais. Como lidar: se você não tiver a mesma religião que eles, procure evitar falar sobre isso e não fique querendo debater certas opiniões. Geralmente essa família não muda de opinião facilmente e querer brigar impondo algo a eles é total perda de tempo.

A família amiga: Essa família é tudo de bom! Sua sogra vai ser a melhor pessoa do mundo se você tiver a sorte de entrar para uma família dessas. A família amiga é aquela que mantém o diálogo, são unidos e se defendem sempre, sendo que estão ali para o que der e vier. Como lidar: Apesar da sua sogra ser uma amiga, não é tudo que você deve comentar com ela, pense nisso antes de sair contando detalhes da noite de vocês dois e acabar deixando ela mais horrorizada do que deveria haha.

A família festeira: Pra eles qualquer coisa é motivo de festa e tudo regado a muita cerveja ou um bom churrasco. Geralmente sua sogra vai ser daquelas que adora uma balada e se veste com roupas bem jovens, enquanto seu sogro é o que comanda a churrasqueira, sabe os melhores drinks, tem um estilo musical bem alegre ou fala muito palavrão o tempo todo. Como lidar: com eles não tem problema dar uma extravasada de vez em quando, só tome cuidado para não ofender falando demais. Pode zoar, mas saiba a hora de parar, afinal ter bom senso nunca é demais.

Mas isso tudo não quer dizer que as famílias não podem ser mais de uma coisa das que citei. Uma família amiga por exemplo, pode se encaixar em todas as outras, enquanto que uma família religiosa dificilmente vai ser festeira, mas pode acontecer oras. O importante é você sempre ter jogo de cintura pra saber lidar com cada situação. Sua sogra(o) pode te odiar no primeiro momento (os pais sempre vão enxergar seus filhos como crianças, não adianta), mas conforme vai passando o tempo e ela vai te conhecendo melhor, dificilmente vocês irão brigar.

E aprende uma coisa: nunca vai ser perfeito. Mas se eu aprendi algo foi que ser educada, fazer companhia mesmo quando meus namorados não estavam perto, me disponibilizar pra ajudar no que eles precisarem.. essas coisas conquistam e MUITO o coração delas. E um assunto que é tiro e queda? Culinária. Sim, quase toda sogra adoooooooora falar de comida, vai por mim. Pergunte sobre alguma receita famosa pra ela e veja se ela não se empolga, porque se acontecer, pronto! Você já sabe um dos pontos fracos dela kkkk.

Espero que tenham gostado deste manual e desejo muitas energias positivas para que vocês conquistem a família do seu namorado(a) rapidinho. Eu foquei mais nas sogras nesse post por um único motivo: se você conquistar a sogra primeiro, vai arrumar uma ótima amiga e será beeeeeem mais fácil conquistar o seu sogro (no caso dos meninos) se vocês tiverem a amizade dela primeiro rs. E vocês já tiveram dificuldades com a família do namorado(a)/marido/esposa? Como foi a história? Conta aí!

Super beijo ;*

8 comentários:

  1. ainda bem que não tenho problemas com minha sogra. meu sogro é um porre mas vivemos na mesma casa um ignorando o outro e não faço questão de mudar isso com ele. Meu namorado tbm é trnaquilo com relação a minha família. E tem gt da familia de ambos que nem ele nem eu falamos, por questão de aproximação mesmo. xD

    http://torporniilista.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Olá, Carol. O post ficou engraçadinho, apesar de não gostar de manuais... eu ri bastante. essas coisa de se relacionar com a família é simples: me respeitem e não intervenham na minha vida. simples assim. Sou fechada, então evito contato...
    http://www.poesianaalma.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Fantástico Carol! Olhando aqui percebi que para mim a família do meu namorado é amiga. Eles moram longe da gente, mas vivem preocupados comigo, se interessam. No caso da minha família para ele, tem um quê de amizade também, porque ele mora sozinho então a gente cuida muito dele. Mas minha família está mais pra festeira! heheh!

    Muito bacana suas dicas!
    Beijinhos!!!!

    www.pensamentosvalemouro.com.br

    ResponderExcluir
  4. Oi Carol.
    Não sou do tipo que usa manuais pra vida real, no fim das contas prendi que o melhor é agir naturalmente, quando tem de ser o negocio flui, mesmo que a sua sogra seja a secretária do capiroto.
    No final das contas ainda que a amizade não flua, pra mim não importa afinal de contas, vou namorar o cara e não a família. Mas quando se é mais Jovem e menos experiente isso conta muito mesmo, mas depois de certa experiência você começa a abstrair dessas coisas.
    beijos
    Conversas de Alcova ❤

    ResponderExcluir
  5. Minha sogra é do tipo religiosa, o pior é que já frequentei a igreja que ela vai e realmente não gosto. Quando falo que tô com dor de cabeça ela já vem dizer que é um encosto na minha vida e isso é realmente irritante, mas eu evito ficar falando na frente dela sobre. Mais por questão de respeito, cada um tem a sua fé, só detesto quando querem empurrar coisas pra cima de mim, do mesmo jeito que eu respeito a dela, gostaria que me respeitasse também, mas nem sempre as coisas são simples né? haha

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Com certeza flor, eu concordo totalmente e como cristã não obrigo ninguém a concordar comigo mesmo.. cada um sabe o que faz. Tomara que sua sogra repense e comece a agir diferente.. beijos

      Excluir
  6. Oi, Porto! Não sabia que você estava no Blogueiros Geeks HAHAHA Eu sou a Vanessa, do encontrinho de blogueiros no Ibira ano passado <3 Enfim enfim. Família pode ser difícil, MESMO. No meu caso, o problema não é comigo, mas os pais do meu namorado (mãe e padrasto, na verdade) dão mancada DEMAIS com ele. Exigem coisas que não da responsabilidade dele, fazem ele passar por coisas que não precisava e não ajudam com o mínimo (sério). É complicado. Tento não me meter, mas ao mesmo tempo, ME afeta vê-lo triste sabe? É beeeeeem complicado.

    Enfim, to seguindo seu blog (não sei pq não seguia antes), para acompanhar os próximos posts. Beijo!
    www.saborabsinto.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Vanessa! Eu entrei faz pouco tempo no grupo.. mas então, que chato essa situação hein e vocês dois são tão fofos :3 eu vejo as fotos no seu insta e sério, super combinam rs eu entendo, é muito ruim quando não podemos fazer muita coisa :\ mas o que vale é a intenção. Obrigada por passar aqui flor, seja sempre bem vinda, adoro seu blog também <3 super beijo!

      Excluir

Os comentários neste blog são moderados. Não serão aceitos comentários ofensivos, preconceituosos ou que induzem à violência.

© Mutações Faíscantes da Porto | Layout por A Design