A Força


"Você é forte"

Escutei isso de algumas pessoas, algumas vezes na vida, mas principalmente depois que a minha mãe faleceu.

Acontece que nunca me considerei uma mulher "forte". Nem no emocional e muito menos no físico.

A verdade é que chega um momento que a dor é tanta que você não sente mais as suas lágrimas descerem. Ou sente mas não se importa. No meu caso já cheguei a chorar compulsivamente sem fazer uma expressão de tristeza sequer. Sem piscar por alguns segundos, enquanto sentia as lágrimas ardendo no meu rosto.

Sempre doeu... dói ainda. E eu estava desacreditada de tudo e todos, até que conheci o amor de verdade. Sim, o amor me transforma todos os dias e somente por causa dele, eu ainda não desisti de mim.

Mas não é do amor carnal que estou falando. É do sentimento, da pureza que só o verdadeiro amor desperta em nós. Do fato de se sentir amada, seja por namorado, pais, amigos e principalmente, por nós mesmos. Aquele amor profundo que só você é capaz de sentir. É isso que nos torna fortes de verdade. É se olhar no espelho todos os dias e dizer pra si mesmo "eu sou capaz". É sentir que essência igual a sua, ninguém no mundo pode ter.

É fato que para conhecer o amor de verdade, eu precisei conhecer alguém. E eu agradeço ao bom Deus todos os dias por ter permitido que eu conhecesse esta pessoa. Mas esse amor abriu meus olhos para outro tipo de amor. O amor próprio. E me fez acreditar que nada é impossível para quem está realmente disposto a lutar pelos seus sonhos. Me fez enxergar além das aparências e me ajuda a amar quem eu sou, independentemente dos meus defeitos. Não foi um namorado que me salvou no pior ano da minha vida (2016). Foi o amor puro: Deus. Yahweh é quem me fortalece todos os dias com seu amor e misericórdia sobre minha vida. Mas eu estava tão cega de tristeza que não consegui enxergar isso sozinha. Foi quando Ele permitiu que pessoas me acolhessem de tal forma que eu começasse a finalmente entender o propósito de tanto sofrimento. Permitiu que eu entrasse na vida de outras pessoas e as ajudassem em seus piores momentos, assim como fizeram comigo. E por fim, me deu a felicidade de um amor totalmente recíproco, do qual eu duvidava que ainda existisse.

Portanto, não tenha receio de entregar a sua vida ao amor. Se te falta forças, experimente tentar ter um relacionamento de confiança com Deus e sua forma de ver a dor também mudará. Demonstre, ame, ligue quando sentir saudades e perdoe sempre, incluindo a si mesmo. Cuide de seu próximo com sinceridade e principalmente ore. Sempre há uma maneira de recomeçar, então não adie as suas alegrias. May the force be with you 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários neste blog são moderados. Não serão aceitos comentários ofensivos, preconceituosos ou que induzem à violência.

© Mutações Faíscantes da Porto | Layout por A Design